O que vai bombar nas vitrines de todo o Brasil no verão 2024?

Organizado pelo Mega Polo Moda, maior shopping atacadista da América Latina, o Mega Fashion Week (MFW) apresenta as novidades de 150 marcas de moda e revela o que realmente vai ser tendência nas lojas quando o verão chegar. Destinada a lojistas, com vendas exclusivamente no atacado, o MFW já se tornou um evento esperado para esses empreendedores de moda que podem acompanhar de perto a apresentação em primeira mão das novas coleções.

A consultora de moda Alzira Vasconcelos, que dá palestras de moda no evento,  explica que o que se vê no Mega são as tendências confirmadas, ou seja, é aquilo que vai estar nas vitrines de todo o País no verão 2024. A principal aposta dos confeccionistas para a temporada são as roupas com aspectos artesanais. “É o feito à mão, com muito crochê, tricô, a estética das rendas,  mix de texturas, a corda náutica, o cordão de São Francisco, tramas muito abertas. É a tendência número um”, garante a especialista.

Os brilhos também estão com tudo, como o brilho holográfico, tecidos tecnológico e também misturas de materiais, como o linho com fios dourados ou prateados. Na alta estação, a aposta é o dourado. 

Outra tendência que promete ganhar a rua é a dos Anos 80, especialmente na estamaparia, com uma proposta psicodélica. Os Açucarados também terão vez, com uma cartela candy color, cores de marshmellow, e muita fluidez nos tecidos. “É uma proposta mais romântica, delicada, fácil de usar, com tules com estampas e a tricoline listrada, que já é uma febre, especialmente branco com azul claro”, explica Alzira. 

No jeans, pode se preparar para a volta triunfal da calça capri. A jaquetas curtinhas, abaixo do busto, ditam a tendência. Além dessas peças, a estação será marcada pelo retorno da calça flare e do patchwork em jeans, um jogo dos tecidos com lavagens diferentes.

Barbie, quem diria, vai manter o reinado. “O rosa é o novo vermelho, segue muito firme, desde os tons mais claro até pink forte, e aparece tanto em conjuntos com pegada romântica, até looks espartilhados e tomaras-que-caia. É preciso despersonalizar o rosa da Barbie. A cor tem vida própria e vem em variados tons”,  avisa a consultora de moda. 

viviane balbino
DivulgaçãoViviane, do marketing, diz que as perspectivas de vendas são boas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo