Motorista que atropelou Kayky Brito ganha carro para voltar a dirigir

Nesta segunda-feira (11), Diones Coelho da Silva, o motorista que atropelou Kayky Brito, usou o Instagram para contar que ganhou um novo carro para voltar a trabalhar. Ele contou que uma operadora de transporte de passageiros emprestou um automóvel até que o dele, que foi danificado no acidente com o ator, seja consertado.

“Vou ficar com o carro 30 dias para poder rodar e esperar o meu, porque como vocês viram, a seguradora precisa dos documentos para reparar o carro”, explicou Dione. “Isso aí agora, trabalhar e correr atrás”, completou.

Depois do acidente, foi aberta uma vaquinha online para o motorista poder custear os reparos do carro. O valor, no entanto, ultrapassou o esperado e marcou R$ 176 mil na última sexta-feira, 8. Diones, então, revelou que pretende usar parte do montante para comprar cestas básicas. O valor inicial era de R$ 30 mil para pagar as dívidas com as parcelas do seguro e do carro.

“Coloquei um limite e ele passou. Já encerrei a vaquinha, mas tem um prazo de 15 dias para ser fechada, então o que passar vai continuar entrando. Parte desse valor eu vou pegar e fazer cesta básica, dar para quem precisa. Então, o que passou disso, o que vai passar, quero transbordar na vida das outras pessoas. Vou pegar parte disso e abençoar outras pessoas. Daquelas que precisam também, assim como eu precisei. Esse é o desejo do meu coração“, disse ele em conversa com o influenciador Rafael Múrmura.

Kayky foi atropelado no início da madrugada do sábado (2), na Avenida Lúcio Costa, na altura do Posto 6 da Praia da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. O motorista de aplicativo transportava uma passageira, acompanhada pela filha, e disse, em depoimento, que foi surpreendido pelo ator. As investigações da polícia apontam que o caso se trata de um acidente sem culpados, já que o exame do motorista informou que não houve ingestão de bebida alcoólica e a passageira afirmou que Diones não dirigia em alta velocidade. O ator ainda se encontrado sedado em estado grave.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo